descobrindo seu estilo em 7 passos

stocksnap_simpleness

Preparei esse post com base em algumas leituras que fiz nos blogs Into-mind, Style Bee e Un-fancy. Tenho que confessar que ainda não coloquei todos esses passos em prática, mas estou chegando lá (risos). Acho que seguindo essas dicas dá pra ter uma ideia de onde pretendemos chegar em questão de estilo e também como conseguir isso sem ficarmos falidas haha

Então, vamos começar?

Passo 1. Inspiração
Essa dica eu já dei aqui: monte quadros no Pinterest, ou uma pastinha no seu computador com looks que você gosta. Se você curte uma peça mas não sabe como usar, faça uma busca do item na internet e salve os que você mais gostar como inspiração. Analise o que essas inspirações tem em comum: cores, tecidos, alguma peça específica? Pra não se perder, selecione cerca de uns 20 looks. Atualização: tente escolher de 3 a 5 palavras que definam os looks. Algumas sugestões: simples, confortável, sexy, romântico, clássico, boho, moderno, despojado, delicado, elegante, criativo…

Passo 2. Experimentação
Pegue um dia para experimentar tudo o que você tem no guarda-roupa e ver se tem alguma peça que não faz mais seu estilo ou não dá certo pro seu dia-a-dia. Veja se tudo está servindo e se pergunte: quando usei isso pela última vez? Ainda serve? Vou querer usar “um dia” ou vou preferir outra coisa do meu armário?

Passo 3. Defina seus itens essenciais
Depois de experimentar, é hora de se perguntar quais os itens você quer manter e os seus básicos pro seu estilo de vida. Se pergunte: por que gosto desse item? O que gosto nele – a modelagem, a cor, o tecido? Condiz com o estilo que quero adotar?

Passo 4. Doar, consertar ou vender
Se não for usar e estiver em bom estado, você pode vender ou doar. Mas se estiver com algum defeitinho, lembre de consertar antes! Vale para os itens que você quer manter – arrume o que precisa antes de guardar novamente.

Passo 5. Registre looks para seu estilo de vida
Monte looks e tire fotos dos que mais gosta para lembrar depois. Crie combos práticos para as atividades do seu dia-a-dia (trabalho, escola, faculdade, academia e até ficar em casa). Mas lembre sempre de pensar na sua realidade antes de começar: se você não usa salto, não adianta só montar looks com salto. Se na sua cidade faz calor, a mesma coisa: faça produções com peças e tecidos leves e que não esquentam etc.

Passo 6. Faça listas
Faça listas das suas peças favoritas e das menos favoritas. Faça listas do que você precisa incluir no seu guarda-roupa – isso ajudará você a se orientar na hora de comprar e evitar que você compre por impulso algo de que não precisa. Essa dica é preciosa, pois ajuda muito a gente a se manter na linha na hora das compras.

Passo 7. Estabelecer prioridades
As listas te ajudarão nisso: compre primeiro o que você mais precisa e depois vá agregando os itens não tão necessários.

Pronto! Acho que seguindo esses passos dá pra gente organizar melhor o que precisamos e o que fazer pra alcançar o estilo que desejamos.

Espero que tenham gostado!

Beijos

mudança de estilo + look minimalista

Read this post in English

simpleness-outubro-2simpleness-outubro-2-bEsse é um dos looks que mais tenho buscado por motivos de: conforto. Além disso, acho linda a combinação de jeans com tênis <3

Vocês sabem que eu não sou a pessoa que mais usa acessórios nesse mundo – aliás, é raro eu usar alguma coisa diferente ou chamativa demais – mas, se fosse pra escolher algum acessório pra complementar esse look, acho que iria bem um colar mais longo, daqueles minimalistas, sabem? Talvez tenha faltado apenas isso pra deixar o look um pouco mais feminino.

Mas, no geral, esse é o tipo de roupa que escolho para uma saída a noite com o marido, se for um lugar mais tranquilo, como uma hamburgueria, ou um café – que são alguns dos nossos programas favoritos.

Eu realmente estou numa fase bem conforto e acho que dá pra perceber isso nos meus looks, pois tenho usado pouco salto alto (com exceção das botinhas de cano curto que são meus saltos mais confortáveis).

Estou usando mais cores neutras, como vocês certamente já notaram, e dei uma parada com as estampas florais – não que eu não goste mais, mas acho que usei tanto que cansei um pouco dessa imagem “menininha” que essas roupas trazem. Acho que fui do 8 ao 80 né? De menininha delicada para minimalista até meio boyish, com muita camiseta e tênis hahah

Eu ainda tenho várias peças dessa fase (vestidos, saias) mas estou procurando um jeito de trazê-las pra meu momento atual, que é um pouco mais clean. Talvez trabalhando com algumas sobreposições, com outros sapatos que não sejam sapatilhas, que são muito românticas, eu consiga reaproveitar essas peças e dar um novo ar pra elas, o que vocês acham?

Alguma ideia? Postem suas sugestões pra mim 🙂

Beijos!

uniform – part 4

simpleness-jeans-preto-zebrinhasimpleness-jeans-preto-zebrinha-2

This is my last “uniform” post. I guess now I have a good idea of what I want for my wardrobe from now on, and I will explain why I chose this outfit for the last one.

1º) These black skinny jeans were one of the pieces I was missing in my closet, and after I bought them I can’t help but using them everytime. I love the way I can use it all day long and at night too – it fits several occasions. I am officially in love!

2º) I love how skinnies are versatile with different kinds of shoes: sneakers, booties, flats, slip-on shoes… I’m not so into using sneakers with straight or boyfriend jeans – it feels very slouchy, personally, I don’t like it. I also love the skinny jeans because they have a more feminine appearance, so if I wear the sneakers the final result is very interesting – feminine and sporty at the same time. But, this time, I chose these booties because it’s chillier and I wanted to show you that these jeans can be worn without rolling.

3º) I really enjoy this “fitted + slouchy” proportion we can accomplish using the skinnies. I can wear a flowy top with volume (which is what I am wearing the most, considering I don’t like to wear very tight tops) plus a cardigan or a denim shirt, and the skinnies give the slim proportion at the bottom. I don’t usually wear “fitted + fitted” or “slouchy + slouchy” outfits, that’s why I believe this whole outfit worked really well. Pluuus, the third piece (denim shirt) is fantastic because I can take it off anytime if it gets warmer 🙂

Have you noticed that I also kept my shirt’s sleeves buttoned and gave them a roll? It’s a trick I do everytime!

So, big wardrobe wrap up – considering what I’ve been using a lot lately:
1) Skinny jeans and flare jeans
2) Neutral button downs
3) Neutral tops and tees (grey, striped, white and black ones)
4) Neutral cardigans and sweaters
5) Sneakers and slip-on shoes
6) Booties (yay for comfortable heels!)
7) Short straight dresses

And finally, I guess this I how I define my style: simple, comfortable and practical. I love these formulas that allow me to wear the same foundation changing minor details like: replacing the skinnies with flare denim, the sneakers with flats, jean shirt with cardigans…

Now I want to know from you: which are the pieces from your closet you wear the most?

xo

uniforme – parte 4

Read this post in English

simpleness-jeans-preto-zebrinha simpleness-jeans-preto-zebrinha-2

Esse é o meu último post da sequência que chamei de “uniformes”. Acho que consegui resumir bem o que eu quero para o meu guarda-roupa daqui pra frente nesses 4 combos que montei e vou explicar o motivo de ter escolhido esse look para o último.

1º) A calça skinny preta era uma das peças chave que estavam faltando no meu guarda-roupa, e depois que comprei, não tiro mais do corpo. Eu adoro como posso ir de um local para outro com ela e ainda assim, estar adequada, tanto à noite como de dia. Estou, oficialmente, apaixonada por ela!

2º) Amo como a modelagem skinny favorece o uso de vários sapatos diferentes: tênis, botinhas de cano curto, sapatilhas, slip ons… Eu não gosto de usar tênis com outra calça que não seja skinny, já tentei com calças mais retas, mas acho que fica estranho, com tecido acumulado na barra ou com uma proporção que não curto, meio larga demais. Gosto da skinny porque modela um pouco mais o corpo, então fica mais feminino, e o tênis dá um contraponto bacana com a pegada esportiva. Mas pra esse look escolhi a botinha de novo, pra mostrar que mesmo quando está mais friozinho é possível usar a calça sem a barra dobrada e por dentro da bota.

3º) Acho interessante o jogo de largo e justo que dá pra fazer com a skinny, pois na parte de cima posso escolher um top mais soltinho – que é um dos que mais gosto, estou aposentando partes de cima justas demais – e sobrepor com alguma peça, como a camisa jeans ou um suéter mais largo que dê volume. Não curto muito o efeito largo + largo ou justo + justo, então acho que o todo fica equilibrado. Ao mesmo tempo, posso tirar a terceira peça, e o look já fica mais fresquinho, porque aqui em Bauru o dia começa frio, fica quente, depois chove e esfria de novo… enfim, tempos modernos haha

Repararam também que o punho da minha camisa tá dobrado? É um dos truques que adoro e faço sempre! Se uso sem dobrar, ela parece que fica meio desajeitada haha

Então, resumindo o que tem no meu guarda-roupa, que ultimamente tenho usado muito:

1) Jeans skinny preto ou jeans flare
2) Camisas larguinhas neutras
3) Camisetas e blusinhas neutras (cinzas, listradas, brancas, pretas)
4) Cardigans neutros e suéteres
5) Tênis e slip on
6) Botinha de cano curto: é um dos saltos mais confortáveis que tenho e vou variando com o tênis nos dias frios, dependendo da ocasião.
7) Vestidos curtos retos

Com isso, acho que consegui definir meu estilo atualmente: simples, confortável, e principalmente prático pro meu dia-a-dia. Adoro essas fórmulas que funcionam com a mesma “base” e permitem trocar uma peça por outra, mudar o sapato, adicionar uma terceira peça, como por exemplo: trocar a skinny pela flare, a camisa pela camiseta, o tênis pela sapatilha, a camisa jeans pelo cardigan…

Quero saber agora de vocês, quais as peças que mais usam no seu guarda-roupa e por quê, me contem!

Beijos!

what I have learnt about my style

simpleness-hat1

My style already had some influences from magazines and blogs I used to read before. I thought that having some piece that was “in” would make me prettier or more up-to-date in terms of fashion. I have a black dress that I never wore because everyone used to tell me that I had to have a black dress.

Well, first of all, if I have what everybody else does it will make me the same as everybody else – and that’s what I want the least. Back in college times, I loved to use those maxi “hippie” skirts, big earrings and basic tees because that made me feel like I was different, you know?

Do you remember those striped pants in black and white? Everybody had one, and I almost bought a pair hahaha Thank goodness I didn’t, I would have regretted so much! Just the same with midi skirts and these pantacourts: I don’t wear them, I don’t feel pretty and comfortable with them, why should I buy them?

Other situation that made me upset and even guilty was to look at my clothes and don’t feel like wearing them anymore. For example, those hippie skirts: they filled up my wardrobe before and now I don’t want to see them in front of me hahaha
I used to think: “Well, I have used them so much and now they are going for donation? What a waste!”

But this feeling is not worth it. We evolve, our style evolves and so do our needs. Today I work in an office, I need more formal clothing, it’s not appropriate – and I don’t want to wear them either!

And it’s ok to make mistakes. Who never bought something wrong or a pair of shoes that hurt? To understand our style, what works and what doesn’t, it takes time and skills. And some mistakes too!

We don’t HAVE to wear anything just because someone said that we should. We have to wear what makes us feel good, right?

xo

o que aprendi sobre meu estilo

Read this post in English

simpleness-hat1

Meu estilo já foi muito influenciado pelas revistas e até blogs que lia antigamente. Eu achava que ter alguma peça que estava em alta ia me fazer ficar bonita ou mais “na moda”. Eu tenho um vestido preto que nunca usei porque todo mundo falava que eu tinha que ter um vestido preto.

Primeiro, ter o que todo mundo tem vai fazer eu ficar igual a todo mundo, e isso é o que eu menos quero. Na época da faculdade eu adorava usar aquelas saias de hippie, brincão e blusinha básica de alcinha porque aquilo me fazia sentir que eu era diferente, sabem?

Lembram daquelas calças listradas de preto e branco? Todo mundo tinha uma, e eu quase comprei hahaha Ainda bem que não, porque eu ia ter me arrependido horrores! Mesma coisa com as saias midi ou essas pantacourts: eu não caio mais nessa. Não é minha praia, não uso, não me sinto bonita com elas, por que eu iria comprar?

Outra coisa que me deixava chateada e até culpada era olhar pras minhas roupas e às vezes não me enxergar mais nelas. Vide as saias hippies de antigamente. Elas enchiam meu guarda-roupa antes e agora não quero nem ver mais na minha frente haha Eu pensava: poxa, mas eu usava tanto, e agora vou doar? Que desperdício! Mas não vale a pena se sentir culpada por isso. A gente evolui, nosso estilo evolui junto e nossas necessidades também. Hoje, não usaria uma saia daquelas no meu dia-a-dia: trabalho num escritório, preciso usar roupas mais formais, agora não dá mais, e nem quero mais!

E tudo bem errar também. Quem nunca comprou uma coisa errada, ou um sapato que machuca, né? Pra gente entender nosso estilo, o que funciona ou não, leva tempo e prática. E alguns erros também.

A gente não tem que se obrigar a usar coisas que estão na moda só porque são tendência. Temos que usar o que nos faz bem, concordam?

Beijos!

Imagem: Unsplash

about wearing my favorite clothes

 simpleness
Have you ever had thoughts like: “I’m so into this outfit, but I will wear it another day, maybe in a special occasion?” Well, been there, and honestly, I have no idea what situation would be it haha
I buy a piece I love and suddenly, it’s there in my wardrobe waiting to be used. That’s silly, right? I’m always into thoughts that it will be ruined if I wear it, or that I shoundn’t wear it for work, but to go on a date with my hubby on weekends or something like that. Sometimes I wear it, but is this really worth it? I mean, keep it until it doesn’t fit me anymore? (Already happened!).
My husband gave me for birthday these beautiful grey sneakers, so comfy, to use on a daily basis and I almost haven’t worn it because I was afraid to damage it. Then I realized that if I don’t wear it now, when will I? If it gets dirty, I will clean it, end of story. This feeling that some piece I bought was worn out is so good!
Other situation: I use some pieces a lot, I don’t even know how to style them anymore – I sort of get used to them, you know? Then, I don’t feel like using them, and they end up for donation. But have you ever thought of keeping/hiding them somewhere and after some time put them into use again? Maybe this can help us to give a new look at them, I guess. Have you ever tried this?
Well, all I know is that from now on, I can keep one or two pieces in my wardrobe for special occasions, but I will wear most of them whenever I want, bacause if I don’t, what’s the fun, right?
Do you usually do this to your clothes too or it’s just me?
xo

flare jeans + striped shirt

simpleness-jeans-camisanave-1simpleness-jeans-camisanave-2
This outfit was completely inspired in one of my favorite bloggers, Caroline from Un-fancy. Do you know her blog? I love her style and she makes a simple outfit become incredible with some acessories, a vest or a necklace. The outfit that was my inspiration was this one:  striped shirt tucked into the jeans, flare and comfortable heels.
I have been wearing a lot of skinnies lately, but I also chose the flare for this outfit, which I haven’t worn for a while (though I love it!), but my button down is long sleeved and not short, as hers.
The striped shirt is one of the things I most liked about her outfit, and mine has these skinny stripes.

It’s wonderful to be inspired by other people and discover how to use what I already own , even it’s not just the same as the original idea. It incites our creativity, don’t you think?

So, how about you? Is there a blogger you follow that inspires you too?

Hope you liked it 🙂

 xo

grey dress + cardigan

simpleness-vestido-blusa simpleness-vestido-blusa-2

Some time ago I told you guys I wanted to post an outfit with a dress and sneakers, but I don’t know why I could never do that. I have always preferred ballet flats for run errands or for work, because I always thought sneakers would be too casual. But lately, I have been wearing these slip on shoes so much (can I consider them as a kind of sneakers? haha). In this outfit I chose the slip on shoes and not the ballet flats or ankle booties, because, you know, me and high heels don’t get along really well… haha And also, despite the heels I usually wear are thick and comfortable, still they aren’t perfect for a full day of activities.

I always like to have an easy and practical combo that fits several occasions in case I don’t know what to wear, and this dress is one of the pieces I wear at these moments.

For example, I could wear it with a denim shirt or jacket, or a cardigan, as in the pic. I could also wear a flat, or when it’s chillier, with ankle boots. Same dress, different accessories = a whole new outfit.

That’s why this is one of the pieces I own that I wear the most – I can set it with many items of my closet.

Do you also have a piece like that in your wardrobe?

xo

vestido cinza + cardigan

Read this post in English

simpleness-vestido-blusa

simpleness-vestido-blusa-2Faz uns tempos que falei que queria fazer um look com vestido e tênis pra vocês aqui, mas nunca consegui. Eu sempre preferi sapatilhas tanto para looks de passeio como para os de trabalho, por achar que tênis seria casual demais, mas, ultimamente, tenho usado muito esse slip on preto (pode considerar como um tênis, né? haha) no dia-a-dia. Nesse look eu acabei optando pelo slip on ao invés da sapatilha ou de uma botinha – sabe como é, eu e os saltos não nos damos muito bem haha E também, apesar dos saltos que uso serem mais grossos e confortáveis, ainda assim não são perfeitos para usar num dia longo de atividades.

Não sei se vocês sabem, mas eu gosto de ter sempre alguma opção fácil, criar composições ou combos práticos que sirvam para várias ocasiões caso eu não saiba o que vestir, e esse vestido é uma das peças coringa do meu armário para esses momentos.

Por exemplo, eu uso esse vestido muitas vezes sozinho, com uma camisa jeans, ou com um cardigan, como na foto. Posso usar com uma rasteira, ou se estiver mais fresquinho, com uma botinha. É o mesmo vestido, mas mudando alguns detalhes o look fica totalmente diferente.
Esse vestido é uma das peças no meu armário que mais uso por poder combinar com várias outras coisas.

Gostam? Também tem alguma peça assim no seu armário?
Beijo!